segunda-feira, 10 de julho de 2017

Humidade (Reinaldo Moraes)

O livro de contos de Reinaldo Moraes é uma promessa que se cumpre para o leitor que deseja desprender-se de assuntos mais sérios e seguir, sem freio, por uma estrada de histórias hilariantes, repletas de bom humor, sexo à mistura e um pouco de amor.
 
Numa escrita despretensiosa, leve e muito arejada, o autor apresenta-nos personagens muito próprias, no entanto, comuns pela partilha de um vazio, estranho, que se sente mas não se toca.
 
O leitor que se atrever a entrar na «Humidade» de Moraes, conhecerá a mulher que reivindica, ferozmente, as funções do seu marido na cama, o homem capaz de se casar para, finalmente, conhecer os prazeres do corpo da mulher, linda de mais, púdica de mais, santa de mais.
Conhecerá, também, a história de um homem, duplamente traído, mas com uma história para contar aos amigos e às amigas. Conto-lhe, apenas, que essa história tem duas assaltantes como personagens principais.
Inclusivamente, entrará numa espécie de mundo novo, para lá do espaço, onde as aventuras se desenrolam sem hora, apenas acontecem pelo bem comum de um desejo partilhado. Eu diria, um senhor desejo.
 
«Humidade» do conceituado autor Reinaldo Moraes é garantia de descontração mas, também, de um retrato sobre a complexidade humana que procura, nos prazeres mais leves, uma fuga sem destino.
 
 
Recomendo!

 
Com o apoio:

Sem comentários: